sexta-feira, fevereiro 08, 2008

Vem, serenidade!



Vem, serenidade!
Vem cobrir a longa
fadiga dos homens,
este antigo desejo de nunca ser feliz
a não ser pela dupla humidade das bocas.

Vem, serenidade!
faz com que os beijos cheguem à altura dos ombros
e com que os ombros subam à altura dos lábios,
faz com que os lábios cheguem à altura dos beijos.

Raul de Carvalho

Foto:Haleh Bryan

4 comentários:

Menina_marota disse...

"Vem, serenidade!
faz com que os beijos cheguem à altura dos ombros
e com que os ombros subam à altura dos lábios,
faz com que os lábios cheguem à altura dos beijos."

Fantástico!

Fiquei enlevada com este momento.

Um abraço e bom fim de semana ;)

peciscas disse...

Nunca é por demais lembrar este grande poema de um grande e tantas vezes ignorado poeta.

Fatyly disse...

Parabéns pelos posts, não conhecia a música "Si tu no estás aqui"...tão meiga.

mas não consigo comentar.

Vamos lá ver se este fica:)

Parabéns pelo teu bom gosto

Beijocas sempre presentes e sinceras

papagueno disse...

Tanta falta que faz a serenidades.
Mais uma imagem linda.
Bjks serenas.