domingo, janeiro 06, 2008

Desperta-me de noite



Desperta-me de noite
o teu desejo
na vaga dos teus dedos
com que vergas
o sono em que me deito

É rede a tua língua
em sua teia
é vício as palavras
com que falas

A trégua
a entrega
o disfarce

E lembras os meus ombros
docemente
na dobra do lençol que desfazes

Desperta-me de noite
com o teu corpo
tiras-me do sono
onde resvalo

E eu pouco a pouco
vou repelindo a noite
e tu dentro de mim
vai descobrindo vales.

Maria Teresa Horta

Foto:Niko Guido

8 comentários:

Paula Raposo disse...

Sempre fantásticas as palavras...

Lumife disse...

Antes de mais desejo-te tudo de bom em 2008.
Gostei muito do post de hoje aliás como sempre que te visito demoro a sair na leitura das tuas escolhas poéticas e fotográficas.

Beijos

Fatyly disse...

Poético, sonante e sensual. Grande poetisa.

Beijocas

Alien8 disse...

Belo poema da Maria Teresa Horta, e bela imagem a que escolheste.

Beijos.

Ludo Rex disse...

ainda que meio atrasado passei para te desejar um Bom Ano de 2008.

Gi disse...

Tão belo este poema e que feliz a escolha da imagem.

beijinhos

andorinha disse...

De uma beleza que dispensa comentários:)
É MTH e está tudo dito.

Beijos

Belzebu disse...

As tuas escolhas são sempre muito boas. Este poema da MTH acompanhada da sensualidade da foto, completam-se na totalidade!

Aquele abraço infernal e um excelente 2008!