terça-feira, novembro 09, 2010

Submersa



Vesti um iceberg
E camuflei-me
Misturando-me no mar.
Fui búzio e concha,
Ostra e alga.
Mergulhei num mundo
Submerso,
Sob uma maquilhagem
Insuficiente e desastrosa,
Penando dilúvios
E afogando-me no temporal.

Paula Raposo, in"O Verbo Ser", pág.24, Apenas Livros Lda

Imagem retirada do Google

3 comentários:

Fatyly disse...

Bastante original e simples, mas muito tocante e imensamente belo. Adorei!

Beijocas e um bom dia

Observador disse...

A Paula escreve muito bem, com alma.

Paula Raposo disse...

Obrigada Isabel, por colocares sempre algum poema meu! Sempre grata.
Um beijo Fatyly pelo teu bonito comentário.
Obrigada António.
Beijinhos, Isabel.