terça-feira, junho 10, 2008

Verdes são os campos



Verdes são os campos,
De cor de limão:
Assim são os olhos
Do meu coração.

Campo, que te estendes
Com verdura bela;
Ovelhas, que nela
Vosso pasto tendes,
De ervas vos mantendes
Que traz o Verão,
E eu das lembranças
Do meu coração.

Gados que pasteis
Com contentamento,
Vosso mantimento
Não no entendereis;
Isso que comeis
Não são ervas, não:
São graças dos olhos
Do meu coração.

Luís de Camões

Foto:Guillermo Morgana

4 comentários:

papagueno disse...

Um lindo poema de Camões que eu tanto gosto de ouvir na voz do Zeca.
Bjks

Paula Raposo disse...

Bem escolhido para o dia de hoje!! Beijos

Menina_marota disse...

Recordar Camões no dia do seu falecimento, é perpetuar aquele que nunca morreu na nossa memória.

Um abraço carinhoso ;)

Lola disse...

Bela homenagem.

Beijos