quarta-feira, novembro 07, 2012

Um regato



(...)

estreito e temeroso
no escuro e às cegas
o caminho das águas
entre avencas e canas
revela-se apenas
no rolar luminoso
das pedras mais pequenas

(...)

Manuel Filipe, in"Via de Curetes", pág. 54, Edição do Autor

Imagem retirada do Google

3 comentários:

Fatyly disse...

Tão bonito...e já não tenho adjectivos para os poemas de Manuel Filipe:)

Beijocas

Observador disse...

"estreito e temeroso"
"no rolar luminoso"

Gosto.

Beijo

Paula Raposo disse...

É isso. Belo!