terça-feira, outubro 29, 2013

A água



No café trazem-me um copo com água 
como se ele resolvesse todos os meus problemas. 
É ridículo – penso – não há saída. 
No entanto, depois de beber a água 
fico sem sede. 
E a sensação exclusiva do organismo 
acalma-me por momentos. 
Como eles sabem de filosofia – penso – 
e regresso, logo a seguir, à angústia.


Gonçalo M. Tavares

Imagem retirada do Google

2 comentários:

FireHead disse...

E o nosso corpo é composto em 75% de água.

Fatyly disse...

Há sempre uma saída para tudo e Gonçalo retrata isso...que por momentos basta um simples copo de água para acalmar:)

Há muito que não lia um poema dele.

Gostei imenso!

Beijocas