sábado, abril 06, 2013

Três haikus à chuva



Vento no telhado -
mãos travessas desmancham
as tranças da chuva.

Fora, cai a chuva.
Dentro, os amantes desejam
que ela nunca acabe.

O sol arde fugazmente
dentro das gotas da chuva:
- um arco - íris no céu.

Manuel Filipe, in "À Beira de Cesário", pág. 17

Imagem retirada do Google

2 comentários:

Observador disse...

Os amantes têm desses desejos.

Bj

Fatyly disse...

Maravilha!

Beijocas