segunda-feira, julho 30, 2012

Frente a frente





Nada podeis contra o amor,
Contra a cor da folhagem,
contra a carícia da espuma,
contra a luz, nada podeis.

Podeis dar-nos a morte,
a mais vil, isso podeis
- e é tão pouco!




Eugénio de Andrade


Imagem retirada do Google

3 comentários:

Fatyly disse...

Grande verdade e Eugénio no seu melhor! Lá descobres estas pérolas.

Beijocas

Observador disse...

Brilhante!

Bj

Márcia Maia disse...

Vim matar as saudades.
Tanta coisa bela!
Um beijo daqui.