domingo, novembro 20, 2011

Take 5



janelas abertas
todas as luzes apagadas
e uma gama de azul rosa
violeta quase cinza
a inscrever
no céu da tarde
ao avesso a madrugada

Márcia Maia

Imagem retirada do Google

4 comentários:

Amélia disse...

Gostei - como normalmente gosto - deste poema da Márcia.

Fatyly disse...

Um pouco complexo... e sinceramente li e reli e não entendi! Desculpa!

Beijocas

Observador disse...

É um tipo de escrita nada universal.

Bj

Nilson Barcelli disse...

Leio a Márcia Maia há uns 7 anos.
Faz da melhor poesia que já vi nos blogs.
Uma escritora madura.
Isabel, querida amiga, tem uma óptima semana.
Beijos.