quarta-feira, janeiro 19, 2011

Onde os lábios



Os lábios.
Distante, arrefecida chama.
Não só os lábios, também as estrelas
são distantes.
E os bosques. E as nascentes.
Também as nascentes são distantes.
As nascentes onde os lábios,
onde as estrelas bebem..
Só o deserto é próximo, só
o deserto.

Eugénio de Andrade

Imagem retirada do Google

3 comentários:

Fatyly disse...

Não conhecia e gostei imenso deste entoar poético:)

Beijocas e um bom dia

Observador disse...

Bom!!!

Paula Raposo disse...

Lindo!!