terça-feira, agosto 05, 2008



Se não puderes ser um pinheiro
no topo de uma colina
sê um arbusto no vale,
mas sê o melhor arbusto à margem do regato.
Sê um ramo, se não puderes ser uma árvore.
Se não puderes ser um ramo,
sê um pouco de relva,
e dá alegria a algum caminho.
Se não puderes ser uma estrada,
sê apenas uma senda.
Se não puderes ser o Sol,
sê uma estrela.
Não é pelo tamanho que terás êxito ou fracasso...
Mas sê o melhor no que quer que sejas.

Pablo Neruda

Foto:Guillermo Morgana

5 comentários:

Só Eu disse...

Tremenda esta escolha de PabloNeruda.
Gostei muito do teu espaço (estou a ouvir Chico...)
Parabens
Beijinhos

Fatyly disse...

Ai rapariga que te deu para pores um dose elevada de poemas:)

E sabes o que te digo? Há coisas que eu não gosto, mas com este porema...vamos todos aprender com o Pablito ..."Sê...o melhor no que quer que sejas" enfrentando a vida numa aceitação total do que somos fisicamente e mentalmente!

Boa noite e vou dormir com este belo e grande momento de leitura.

Beijocas

peciscas disse...

Tremendo, este Pablo Neruda.
E traz-ma à memória, não uma "frase batida", mas uma outra que eu ouvi em jovem e que nunca esqueci:
"Qualquer coisa que faças, supremamente a faças.".

Paula Raposo disse...

Concordo!!! É isso mesmo.

papagueno disse...

Plenamente de acordo. E até Neruda foi dos melhores no que fazia.
Beijos