domingo, janeiro 19, 2014

Pudesse eu



Pudesse eu não ter laços nem limites
Oh vida de mil faces transbordantes
P'ra poder responder aos Teus convites
Suspensos na surpresa dos instantes.


Sophia de Mello Breyner Andresen

Imagem retirada do google

3 comentários:

Fatyly disse...

"pudesse eu..." lindo, lindo, lindo!

Bom domingo

Beijos

Observador disse...

Muito bom.

Nilson Barcelli disse...

Grande Sophia.
Isabel, tem uma boa semana.
Beijo.