sexta-feira, fevereiro 20, 2009

Eu queria trazer-te uns versos muito lindos



Eu queria trazer-te uns versos muito lindos
colhidos no mais íntimo de mim...
Suas palavras
seriam as mais simples do mundo,
porém não sei que luz as iluminaria
que terias de fechar teus olhos para as ouvir...
Sim! Uma luz que viria de dentro delas,
como essa que acende inesperadas cores
nas lanternas chinesas de papel!
Trago-te palavras, apenas... e que estão escritas
do lado de fora do papel... Não sei, eu nunca soube o que dizer-te
e este poema vai morrendo, ardente e puro, ao vento
da Poesia...
como
uma pobre lanterna que incendiou!

Mário Quintana

5 comentários:

Paula Raposo disse...

Tão bonito!! Adorei! Beijos de bom fim de semana.

peciscas disse...

Muitas vezes, as palavras ficam aquém do que queremos realmente dizer.
Mas esse é o sortilégio das palvras...

Fatyly disse...

e de facto trouxeste uns versos muito lindos e subscrevo as palavras do Peciscas.

Beijocas e um bom serão

manzas disse...

O mundo adormece na cama do céu
Enquanto permaneço acordado no teu roseiral…
Vigilante no teu galante corpo, rosa sem véu
Batem janelas inquietas, pétalas em temporal

Neste momento,
Desejo
Um bom fim-de-semana
Materializado em harmonia
Com muita alegria…
Um excelente CARNAVAL
Com muito divertimento
Desmascarando amor
Com paz,
Cheio de muita folia…

O eterno abraço…

-MANZAS-

Hindy disse...

Belíssimo!

Um beijinho hindyado