segunda-feira, junho 08, 2015

Razão de ser



Escrevo. E pronto.
Escrevo porque preciso,
preciso porque estou tonto.
Ninguém tem nada com isso.
Escrevo porque amanhece,
E as estrelas lá no céu
Lembram letras no papel,
Quando o poema me anoitece.
A aranha tece teias.
O peixe beija e morde o que vê.
Eu escrevo apenas.
Tem que ter por quê?


Paulo Leminski

Imagem retirada do Google

4 comentários:

FireHead disse...

Com este apelido o homem é muito possivelmente de origem polaca.

Boa semana, amiga! :)

wind disse...

É brasileiro.

Fatyly disse...

Maisnada...e excelente a abordagem de uma inquietação.

Gosto imenso do que escreve!

Beijocas

FireHead disse...

Brasileiro de origem polaca. :P