domingo, novembro 16, 2014

Arco-Íris



— Disseram-me que o Amor era azul.
E, minha Mãe, eu hei-de amar!
Disseram-me que o amor era vermelho.
E, minha Mãe, eu hei-de amar!
Disseram-me que o Amor era violeta.
E, minha Mãe, eu hei-de amar!
E verde é a minha esperança!
E se eu chorar, minha Mãe?
— Dou-te um lencinho de branca nuvem
E enxugas as lágrimas.


Matilde Rosa Araújo

Imagem retirada do Google

3 comentários:

Fatyly disse...

Que ternura e inédito. Gostei imenso, embora ache que a repetição do "era violeta" tira um pouco de brilho".

Desconhecia esta poetisa!

Bom domingo!

Beijocas

Observador disse...

Nunca ouvi falar de Matilde Rosa Araujo.
Não me parece mal escrito.

FireHead disse...

O vermelho é que é a cor do amor e da paixão! :)