quarta-feira, abril 11, 2012

O pequeno sismo



Há um pequeno sismo em qualquer parte
ao dizeres o meu nome.
Elevas-me à altura da tua boca
lentamente
para não me desfolhares.
Tremo como se tivera
quinze anos e toda a terra
fosse leve.
Ó indizível primavera.

Eugénio de Andrade

Imagem retirada do Google

2 comentários:

Observador disse...

Uma ode à Primavera.

Bj

Fatyly disse...

Eugénio de Andrade e a sua ternura:) e a foto é maravilhosa:)

Beijocas miúda linda