quinta-feira, junho 25, 2009

***



Estou olhando os frutos repousados
e as pequenas sombras alongadas
sobra a mesa de madeira e pedra.
A brisa entra por uma porta antiga.
Uma pétala branca cai de uma flor branca.
Sou, mais do que sou, estou
na perfeição das coisas que me envolvem.
Repouso na sinuosa exactidão.

António Ramos Rosa, in"Poemas", pág.47, JL

Imagem retirada do Google

4 comentários:

Fatyly disse...

Sou, mais do que sou, estou
na perfeição das coisas que me envolvem.
.............
O presente, o estar, sentir e ser...LINDÍSSIMO!

Da foto roubei as uvas...hum deliciosas:)

Beijocas e Bom dia

Paula Raposo disse...

Uma foto apetitosa...o poema belíssimo, como não podia deixar de ser o Poeta! Beijos.

lips like sugar disse...

Ena, há tanto tempo que não ouvia esta música.

Excelente escolha musical
Excelente escolha de autor.

:)

peciscas disse...

Só um grande poeta pode entender a perfeição das coisas aparentemente simples que o envolvem.