sábado, novembro 22, 2008

Frutos e flores



Meu amado me diz
que sou como maçã
cortada ao meio.
As sementes eu tenho
é bem verdade.
E a simetria das curvas.
Tive um certo rubor
na pele lisa
que não sei
se ainda tenho.
Mas se em abril floresce
a macieira
eu maçã feita
e pra lá de madura
ainda me desdobro
em brancas flores
cada vez que sua faca
me traspassa.

Marina Colasanti

Foto retirada do Google

3 comentários:

Márcia disse...

Sem problemas, Flor. ;)
Beijo.

Fatyly disse...

Lindo e cheio de magia!

Beijocas

Paula Raposo disse...

Um poema cheio de sensualidade. Gosto!