sexta-feira, dezembro 21, 2012

Também o deserto vem


 
Também o deserto vem
do mar. Não sei em que navio,
mas foi desses lugares
que chegaram ao meu jardim
as palmeiras.
Com o sol das areias
em cada folha,
na coroa o sopro
ainda húmido das estrelas.


Eugénio de Andrade

Imagem retirada do Google

5 comentários:

Ricardo Meneses disse...

Cara amiga,

passei para desejar-lhe a si e família os meus sinceros votos de Feliz Natal e de Bom Ano de 2013!

Beijinho

Fatyly disse...

Uma ternura, uma delícia e também quero uma palmeira:)

Beijocas

FireHead disse...

E terão os camelos ido para lá também? Agora lembrei-me do "Alcochete Jamé"... XD

Boas festas!

Observador disse...

Uma palmeira?
Seja.

Bj

Nilson Barcelli disse...

Belíssima escolha poética, como sempre.

Isabel, querida amiga, desejo que tenhas um Feliz Natal, extensivo aos que te são mais queridos.

Beijo.