sábado, outubro 01, 2011

Sem luz



Os dedos doridos
dançam na minhas mãos
ao som da música
que ainda sabemos entoar.
Mesmo doridos (os dedos) e as tuas mãos
em mim, são palavras de amor,
de esperança
e - talvez - de um fogo de nós.
Não me deixes sem luz.

Paula Raposo, in"Insubmissa", pág.27

Imagem retirada do Google

4 comentários:

Nilson Barcelli disse...

Excelente escolha, como sempre.
Querida amiga, tem um bom fim de semana.
Beijos.

mfc disse...

O toque de duas mãos é algo sublime...!

Observador disse...

Bom trabalho da Paula.

Kiss

Fatyly disse...

Muito ternurento e delicioso!

Beijocas