quarta-feira, outubro 24, 2012

24 de Julho



Anoitece.
Os pardais, ao poisar,
debatem-se nas copas floridas dos jacarandás
que estremecem
ao ganharem vida singular.

Flores lilases
tombam no basalto
impelidas pelos voos rápidos.

Sobem mais alto
lentos aromas ácidos
que aquecem brandamente
a festa vespertina.

Descola um bando de corvos
antes do cair da noite,
repentina.

Manuel Filipe, in"Via de Curetes", pág.55, Edição do Autor

Imagem retirada do Google

2 comentários:

Fatyly disse...

5***** para este poeta e a foto é lindissima!

Beijocas

Observador disse...

Muito bom.

E a foto é linda!!!

Beijo