sábado, setembro 03, 2011

Espelho meu



As andorinhas não se vêem ao espelho
não creio que percam tempo a mirar-se
num tanque de rega,
no fundo de um poço,
na vidraça daquele prédio...

Tal e qual não se miram as garças no liso do lodo,
e não me consta que façam isso os elefantes.

Talvez a gata que criaste...
Ensinada,
requebra denguices na sua imagem -
cuida que é o gato que não lhe dás em casa...

Que se veja ao espelho,
que pretenda assim (re)conhecer-se,
mirar até o traseiro em jogos de reflexos,
só mesmo o bicho homem!

Só a gente para gostar de ver o pelo que tem na venta...

Maria de Fátima

Tela:John William Waterhouse

3 comentários:

Fatyly disse...

Muito original e gostei imenso!

Beijocas

Observador disse...

Bonita tele, bom texto.

Bj

Fernando Santos (Chana) disse...

Bela Tela...belo texto...Espectacular...
Cumprimentos